Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Canduras

A sensibilidade melancólica de um sorriso simples. Um mundo cheio de nadas e nadas cheios de mundo que preenchem paredes cheias de sonhos.

Canduras

A sensibilidade melancólica de um sorriso simples. Um mundo cheio de nadas e nadas cheios de mundo que preenchem paredes cheias de sonhos.

O Dia Mais Que Perfeito

por Ana Luisa, em 24.01.14

São raros os dias em que podemos dizer que foram perfeitos. No entanto, este foi um deles. Começou lento e meloso mas melhorou depois de um galão e uma bola de berlim fresquinha!

Partimos à descoberta de Seia, do pão do Museu do Pão, da gastronomia, tanta coisa. E como saíndo de Viseu descobrimos o dia fantástico que estava do lado de fora do nevoeiro, conseguimos ir lentamente subindo até à Serra da Estrela durante a tarde com um sol fantástico a iluminar-mos. Depois de muita brincadeira na Torre, muito vento gelado e uma visita à Lagoa Comprida, pegámos em recordações e na Estrela da Serra (aka a minha nova ovelha de pelúcia) e voltámos, visitanto antes de ir o SISE e com pena nossa ficar à porta do Museu Natural da Electricidade.

Depois de Santar e derreados após jantar, démos por acabado um dia sem falhas, com muita recordações, vistas de conter a respiração e neve (muita neve!).

Fica aqui a salvaguarda à simpatia do pessoal d'A Lagoa, restaurante com "comida da mamã" e muito em conta que nos banharam com simpatias incríveis. Aqui também deixo o agradecimento ao pessoal do Museu do Pão que tão bem nos recebeu. 

Às vezes merecemos dias assim.

O Primeiro Dia do Resto da Minha Vida

por Ana Luisa, em 02.01.14

O primeiro dia do resto da minha vida foi ontem: 1 de Janeiro de 2014. Foi um dia normal, um dia passado entre famílias e viagens, nada de mais. 

As diferenças entre outros dias podem não ser aparentes mas são enormes: estamos em 2014! E 2014 vai ser o ano de maior mudança que vou enfrentar. Na realidade, não sei quantas serão, mas não me deixam de me assustar, até me assustam um pouco mais. 

Actualmente, a minha realidade contempla várias coisas: o meu curso, o meu trabalho, a minha família e a minha cara metade. Em 2014 vou-me licenciar, vou deixar o meu trabalho para estagiar, vou para Lisboa e vou ficar ainda mais longe de toda a gente. Não estou a considerar não voltar porque tenho de voltar: tenho de tirar a carta! Mas viver na Big Apple portuguesa durante o Verão já vai ser mudança suficiente. E nunca sei como é que o meu estágio decorrerá! Só sei onde e quando!

Por isso mesmo, 2014 será um ano cheio de desafios, novidades e experiências novas. Desejem boa sorte a uma miúda cheia de medo de enfrentar realidades!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo